Como vender na crise – Marketing Digital em Brasília

Como vender na crise – Marketing Digital em Brasília

Vender na crise é um dos assuntos que tiram o sono de vários empreendedores na época em que estamos vivendo.

A crise de fato existe. As pessoas estão sem dinheiro.

Mas existe sempre alguém que precisa dos produtos ou serviços que oferecemos, e é ai que mora a oportunidade.

Será que você está mostrando sua propaganda para as pessoas certas? Aliás: Você faz algum tipo de divulgação que não seja panfleto?

Continue lendo até o final que você vai entender como a crise afeta uns, e a outros não, pois acredite:

Para algumas pessoas, crise só aparece como resfriado. =)

Marketing Digital em Brasília – Vender na crise não é nada mais que: VENDER

VENDER NA CRISE

Você realmente acredita que a crise é o fator agravante para que suas vendas não atinja o potencial que pode atingir?

Qual foi a ultima vez que você decidiu anunciar seu produto/serviço para pessoas que TEM DINHEIRO?

Qual foi a ultima vez que você conversou com quem vende muito do que oferece para o mais variado público?

Qual foi a última vez que em seu ciclo de amizade se encontrava alguém realmente disposto a não dar desculpas e fazer o que tem que ser feito para que alguma mínima mudança ocorra?

Talvez você tenha respondido essas perguntas mentalmente pra você mesmo tentando lembrar -se se alguma vez fez algo do tipo.

O que mais ouvimos, não gostamos de ouvir e acabamos repetindo por já termos ouvido várias vezes é que:

Vender na crise é só pra quem já está bem estabelecido no mercado.

Vender na crise, pra mim não dá. Nem fora da crise as vendas não foram tão boas assim. Agora então?!

Vender na crise é piada. Os jornais confirmam todos os dias que tá difícil pra todo mundo. ( Essa é uma das melhores rsrsrs)

Vender na crise é um sonho distante. Não sei o que fazer para aumentar minhas vendas.

Vender na crise é só pra quem vende algo que as pessoas realmente precisam. Meu produto não é uma necessidade.

E a lista é longa…

Quero chamar a atenção para o fato de que, cada um tem seus próprios motivos para justificar o porquê de não estarem tão bem quanto poderiam.

A começar por culpar um fator externo.

Nunca a culpa é da pessoa. É sempre algo fora da situação em que ela possa controlar. Agir assim faz com que fique mais fácil justificar o fracasso.

Sempre tirando o peso dos ombros e atribuindo a qualquer situação que possa estar acontecendo.

Empreendedores assim é que contribuem para que o índice de empresas ativas no Brasil diminua.

VENDER NA CRISE

Vender na Crise Venda a felicidade, não o produto!

Existem INÚMERAS maneiras de abordar o que você vende!

A maioria das pessoas citam o preço baixo do produto (cujo as vezes nem é tão baixo assim).

Citam as qualidades técnicas do que oferecem sem falar dos benefícios e do porquê esse produto ser um diferencial.

Exemplo: Curso de Inglês somente por 3x de R$ 370,00. O curso esta divido de 1 a 12 módulos onde você sairá falando inglês fluentemente e se destacará da concorrência para ofertas de emprego! SÓ HOJE. NÃO PERCA.

Vender na crise

SÉRIO?

Sério mesmo isso?

Poderia ficar pior?

Vamos analisar:

  1. Nada que realmente tem valor começa pelo PREÇO! Primeiro fazemos com que o possível interessado veja se a oferta é para ele, ressaltando de forma mais completa possível, as vantagens de adquirir certo produto ou serviço.
  2. Não queremos comprar nada mas gostamos de gastar. Não queremos que ninguém nos ofereça nada de forma errada sendo um antipático, agressivo ou desesperado.
  3. O exemplo acima afirma que a pessoa se destacará da concorrência profissional sabendo falar inglês voltando o foco da oferta para o trabalho que ela possivelmente irá arrumar por agora possuir esta habilidade!

kkkkkkkkkkkkk

Eu não acredito que é assim que uma empresa gostaria de ser vista pelos seus interessados.

As pessoas não vão querer aprender a falar uma língua que não gostam pra depois  fazer o que não querem que é justamente: TRABALHAR.

As pessoas não gostam de trabalhar! GOSTAM DE GANHAR DINHEIRO.

Um teste: Pergunte a qualquer um se eles deixariam de fazer o que fazem, mas ainda sim continuariam ganhando o dinheiro que recebem para realizar tal função.

Os que responderem sim (a maioria), comprovam a tese.

Os que responderem não, provavelmente fazem o que fazem porque AMAM, não por receberem. Receber acaba sendo uma consequência. Esses certamente não veem o que fazem como sendo um trabalho, mas uma paixão.

Ou seja: Uma abordagem para vender um curso totalmente CHATA, inadequada, não levando o leitor a prender sua atenção nos primeiros 3 segundos e enfadonha. Cansativa, mais do mesmo. Irritante. CHATA… CHATA… MUITO CHATA!

As vezes penso que a crise foi inventada por este tipo de pessoa que faz um anúncio fraco desses!

Com certeza, vender na crise, pra um empreendedor desses é um desafio imenso.

vender na crise

Vender na Crise – Subcomunicação.

Você já ouviu o termo?

Não o que você fala, mas COMO você fala.

Essa frase quer dizer que, a forma com que você fala algo é mais importante do que o que você esta dizendo.

As boas propagandas na TV deixam isso muito claro.

Elas usam a EMOÇÃO para vender.

Um exemplo é a coca – cola. Eles vendem a felicidade relacionando o produto deles sempre a diversão, família, curtição, férias, verão e tudo que há de bom e valorizamos na vida.

Eles se encaixaram no subconsciente das pessoas e viraram referência para muitos, apenas usando esta linha de raciocínio e ótima maneira de SE POSICIONAR!

 

A esta altura acredito que você tenha entendido o porquê de vender na crise ser complicado para muitos!

Quantas pessoas você conhece que agora tem essa informação que você tem?

Compartilhe com elas.

Traga o assunto a mesa.

Informe as pessoas, pois informação evita sofrimento.

“Ah, se eu soubesse disso antes…”

 

Se você quiser saber como ganhar clientes no mundo virtual, visite nossa página no Facebook.

Agende sua reunião conosco e ganhe um análise
Completa de sua presença online e de seus concorrentes

👇👇👇

 

tags: 

vender na crise

marketing digital em Brasília

Como divulgar uma empresa na internet

Publicidade Brasília DF

Agência Digital Brasília 

 

 

Como vender na crise – Marketing Digital em Brasília
5 (100%) 1 vote

Comentários

Comentários

Daniel Victor

Daniel Victor é Fundador da Agência de Marketing Web DF, Consultor de Negócios e Palestrante em Marketing Digital no qual ajuda empresas a aumentarem suas vendas construindo autoridade no digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *